4 coisas que eu não gostava e passei a gostar

Nas últimas semanas eu experimentei coisas que eu não gostava de jeito nenhum. Umas, por ter sido o terror da minha infância. Outras, por puro preconceito. Mas olhe só que delícia que é a gente se permitir mudar de ideia e experienciar coisas novas. Marido diz que meu paladar é infantil e vive me dizendo pra dar uma segunda chance praquelas comidas/verduras/legumes que eu não gostava na infância mas que hoje, por ter um paladar diferente, eu poderia gostar. E foi assim que, num dia desses, surgiu o primeiro item da lista enquanto cozinhávamos:

1. Tomate. Sim, aquele fruto vermelhinho, cheio de sementinhas e amargo que, para propósitos culinários, a gente usa como legume. Fazendo careta e torcendo o nariz num drama típico de canceriana (não sei porque tô citando isso, não entendo nada de signo), eu cedi e tcharam: que delícia, gente! Inclusive, escrevi esse post saboreando tomatinhos. Sem contar os benefícios que proporciona à saúde: é rico em vitamina C, possui propriedades anticancerígenas e ainda previne o envelhecimento. Meninas, comam tomate!

2. Beterraba. Quem nunca foi obrigado a tomar suco de beterraba na infância porque tava anêmico? Era o terror, né? Mudei de ideia quando provei uma sopa que a sogra fez e adivinhem? Isso mesmo, tinha beterraba! Óbvio que quando vi a cor da sopa e percebi que tinha beterraba não quis provar. Marido mais uma vez meteu o bedelho onde não foi chamado e com aquele jeitinho maquiavélico e fofinho ao mesmo tempo me pediu pra comer um pedaço de beterraba e vejam só, eu gostei. Comi todos os pedacinhos de beterraba que vieram no meu prato. Parece que fazer 30 anos muda mesmo a gente.

3. Vinho. Dessa vez marido não teve nada a ver com a mudança. Um belo dia enquanto fazíamos compras no supermercado, passamos pela área de bebidas e fiquei com vontade de levar uma garrafa de vinho. Porém, a pessoa aqui não entendia nada de vinho, depois de ler todos os rótulos e ficar encarando cada garrafa, optei por levar um vinho suave, e ainda aproveitei pra levar as taças que já tava querendo comprar fazia tempo. Acho até que o vinho foi, na verdade, uma desculpa pra levar as taças. Bom, deu certo. Gostei, mas continuo sem entender nada de vinho, então, quem puder me dar dicas, eu aceito.

4. Justin Bieber. Não exatamente dele, eu explico. Semana passada, eu tava procurando músicas pra ouvir enquanto trabalhava, aí lembrei que alguém disse que o último álbum do Justin Bieber era legal, como já tava enjoada das mesmas músicas, resolvi inovar, vai que… e foi assim que eu conheci Purpose e me viciei em algumas músicas. Continuo não sendo fã de Bieber, porém gostei de Purpose. 

O que eu aprendi com essas pequenas mudanças: mudanças, mesmo que pequenas, são fundamentais pra nossa evolução como pessoa; ideias antigas podem ser reformuladas; permitir-se viver novas experiências é necessário; e a maior lição que a gente pode levar pra vida: não formar conceito prévio daquilo que não se conhece.

E vocês? Já mudaram de opinião sobre algo que não gostavam?

Anúncios

12 comentários sobre “4 coisas que eu não gostava e passei a gostar

  1. Lari Reis disse:

    Certamente já passei a gostar de coisas que não gostava antes (e vivi o inverso também). Só não estou conseguindo pensar em exemplos agora…
    Sobre as mudanças que você realizou, fico feliz pelas conquistas na alimentação, haha!
    Mais ainda pelo vinho porque eu amoooo… Tem vários grupos/páginas/serviços que trazem dicas, informações e até assinaturas para receber vinhos e revistas todos os meses em casa o/
    Sobre Bieber, eu continuo não sendo fã. Ouvi o “novo” álbum e gostei, achei promissor. No Yellow, fiz um “comparativo” com o do Zyan, e o ex-1D levou a melhor, haha 🙂

    Curtido por 1 pessoa

    • Líley Carla disse:

      Também já vivi o inverso. Se for parar pra pensar, acho que todo mundo já mudou de ideia algum dia, afinal, estamos em constante mudança. As conquistas na alimentação é pra comemorar de pé, hahaha! Falando em alimentação, preciso mesmo é mudar meu hábito alimentar, preciso ser saudável. Mas já é um começo, né? Sobre vinho, vou procurar. Sobre Bieber, também não sou fã, tanto que só descobri o referido álbum há umas duas semanas (tô pensando em atualizar o post e esclarecer isso, acho que ficou confuso, rs), mas gostei de Purpose, acho que ele amadureceu, tanto na parte vocal quanto musical. Vou passar lá no Yellow e conferir essa comparação, não sei quem é Zyan, muito menos o que é 1D, hahaha.

      Curtido por 1 pessoa

  2. Beatriz Aguiar disse:

    HAHAHAHHAHAHAHH super me identifiquei.
    Várias coisas que não gostava e passei a gostar, outras comia e larguei de mão (e não suporto!) como por exemplo café com leite, margarina, salsicha, maionese Hellman’s. Acho que todo mundo tem um pouco disso na sua história, né!?
    Agora vinhos: ♥ só que antes que me pergunte, não entendo nada! HAHAHAHH
    Sobre tomate e beterraba: ♥
    E sobre Justin Bieber: continuo não gostando! HAHAHAHAHHAHAHH >,<

    Um beijão, Lí!

    Curtido por 1 pessoa

    • Líley Carla disse:

      Verdade, Bia, todo mundo deve ter uma listinha pra contar. Tem um monte de coisas que eu não gostava e passei a gostar e o contrário também, listei só os recentes. Um salve pra nós, bebedoras-não-entendedoras-de-vinho, hahahaha! Já entendi que ninguém gosta de Bieber, mas em minha defesa, eu gostei especificamente do álbum Purpose.

      P.S.: sempre que leio teu comentário, fico imaginando tua risada.

      Beijos, Bia!

      Curtido por 1 pessoa

  3. femariaotoni disse:

    To passando aqui rapidinho….até parece hahahaaa
    Amei seu blog ele é muito amorzinho ehehee
    Post ótimo esse ein, beterraba…será que minhas sobrinhas depois vão gostar? quem sabe
    Sabe que eu odiava cenoura? nossa, nem podia ver, hoje amo só isso…tomate, cara, não consigo entender quem não gosta sei lá, é uma fruta, que a gente come como legume e é uma delicia e poxa, tomate que é o nosso molho né no macarrão de domingo tipo isso, amo mas não posso comer muito porque tenho gastrite .
    Enfim, a gente sempre pode mudar e gostar do que não gostava antes…pena que não dê pra dizer isso da verdura, queria começar a gostar de verdura mas o cheiro já me da ânsia de vomito, detesto mastigar, o gosto tudo, eu vomito até é péssimo, seria perfeito começar a gostar de verdura né? quem sabe um dia rsss
    Muito legal o post
    Bjs mil

    Curtido por 1 pessoa

    • Líley Carla disse:

      Obrigada, Fê! ♥
      Criança é difícil mesmo pra comer essas coisas, eu mesma só passei a gostar na fase adulta. Também odiava mastigar certas verduras, mas hoje em dia sou mais flexível, tenho tentando seguir o conselho do marido de experimentar antes de dizer que não gosta só de olhar (faço muito isso com comida, sou dessas que come com os olhos, hahaha). Tenta fazer isso, nosso paladar muda junto com a gente e, quem sabe, aquilo que você não gostava na infância/adolescência ganhou novo sabor na vida adulta. Tudo é possível, rs.
      Beijos

      Curtir

  4. giicl disse:

    Hahahaha Justin Bieber, adorei! Quem nunca, né?
    Quanto ao tomate, aconteceu o processo inverso, e foi muito triste. Eu amava, hoje não suporto nem olhar, quase… Vai entender!!! haha
    Adorei a ideia do post e o post em si!
    Beijão

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s